09/04/2016

Ayashi no Ceres

Yo, Pessoal!!!!

Prevejo hoje um post meio grandinho, pra variar só um pouco,heheheh. Minha gente, antes de falar do que teremos no post de hoje, deixem-me dizer que eu acho que nunca chorei tanto com um mangá na reta final; Eu achava que tinha chorado muito em Angel Beats, em Ano Hana, mas Ayashi no Ceres quebrou TODOS os recordes. Eu chorei simplesmente porque me apeguei demais a alguns personagens, em especial um (no post em si eu digo), e eu me senti numa novela mexicana, só que bem mais trágica, com um final que deixou um ponto de interrogação A-G-O-N-I-A-N-T-E na minha cabeça.

Hoje, vamos falar de Ayashi no Ceres: Um mangá que me fez chorar rios e mais rios por conta das mortes, que devido ao final maravilhoso, que me fez chorar mais que tudo, e me fez procurar todas as novelas para ler e retirar minhas conclusões; E antes que me perguntem, o meu computador deu prego, por isso eu lancei um pouco mais tarde do que deveria.

Bem, vamos lá a receita de Ayashi no Ceres: Um quilo de coração partido, meio litro de lágrimas, dois quilos de dor de cotovelo, quatro quilos de amor com dez pitadas de triângulo amoroso, cinco quilos de alusão a vida real e dez quilos de mortes dramáticas.



Ayashi no Ceres- Me fez chorar um Cantareira da vida com o último arco

Ficha Técnica: Ayashi no Ceres ("Ceres: Celestial Legend"-->>"Ceres: A Lenda Celestial") é um mangá/anime/novel que dizem ser Shoujo, mas pra mim é um Josei, de Drama (e põe drama nisso), Ação e Romance que começou em 1996 e terminou em 2000, contando com 14 volumes, escrito por Yuu Watase publicado pela editora Shogakukan (a mesma de InuYasha), mas infelizmente, desde essa época, o mangá nunca veio para o Brasil, e o anime também não. Após o final do mangá, foi feito o anime (com 24 episódios) e seis novelas, sendo três destas sequelas diretas do final do mangá. O anime, infelizmente (principalmente para aqueles que assistiram crentes de que ele era uma excelente representação do mangá) é uma adaptação um tanto leve, e me deu a impressão de que isso só aconteceu porque se exibissem TUDO que aconteceu no mangá ia ser censurado Não sei porque, já que na época tínhamos animes com o mesmo teor adulto sendo exibidos pelo mesmo canal que Ayashi no Ceres, no caso, a WOWOW, e de fato, tiveram coisas do anime que foram censuradas e aconteceram no mangá, mas isso ficará na nova parte das nossas resenhas, que devido aos animes que tenho assistido recentemente, me vi obrigada a colocar, que é a relação entre adaptação (anime) e o adaptado (Livro, Mangá, Game), que nem sempre condizem.
Resumão do Enredo

Tudo começa um dia antes do aniversário de 16 anos do casal de gêmeos Mikage Aya e Aki, que estavam planejando muita coisa com seus amigos em um karaokê, que é quase um dos hobbies da Aya. Saindo desse karaokê, Aya vê um ladrão roubar uma bolsa do Aki, e corre para pegar a bolsa de volta, e em meio a isso tudo, quando o tal ladrão solta a bolsa, Aya corre para pegá-la e acaba caindo do parapeito de uma estrada. Quando ela estava caindo, de alguma forma, flutuou, e teve uma visão sobre um estranho símbolo, que ela não conhecia; Após estar em terra firme, ela quase é atropelada por um carro, mas um homem ruivo a empurra da pista para a calçada, e some feito o Batman sem que ninguém saiba quem ele é, nem mesmo a Aya. Naquele mesmo dia, o pai dos gêmeos fala que no aniversário deles seu avó havia convocado uma reunião, em homenagem aos seus 16 anos, então, que eles cancelassem tudo que iriam fazer no dia seguinte.

Já chegado o aniversário de Aya e Aki, os dois vão para a mansão do avó, e a primeira coisa que notam é que estranhamente, todos os seus parentes (até mesmo os mais distantes) vieram para a reunião, o que é muito estranho, afinal, é apenas um aniversário, então, pra quê tudo isso? Assim que chegam na sala de jantar, o avô dos gêmeos manda alguns homens trazerem uma caixa, que seria o suposto presente dos aniversariantes. A coisa mais curiosa é que, quem vem trazendo essa caixa é o homem que salvou Aya de ser atropelada no dia anterior, e é lógico que ela fica surpresa em vê-lo lá. Aya tenta abrir a tal caixa, ela sente um incômodo enorme, então, Aki diz que vai abrir; Quando Aki abre, o incômodo que Aya sentia fica maior, e ela começa a emanar algum tipo de força que rasga suas roupas e quebra o conteúdo da caixa: uma mão petrificada (Quem não quer uma mão petrificada? É muito mais top que IPhone!). Após Aya ter sentido algo estranho, dessa vez, foi Aki, onde surgiram feridas em sua pele do nada, e ele acabou desmaiando por conta delas; Em meio a isso, Aya implora para que ajudem seu irmão, mas ao invés disso, levam Aki do salão, e o avô de Aya diz que ela deve morrer, e assim, se retiram todas as mulheres da sala de jantar, sobrando apenas os mafiosos homens da família e Aya.

A pessoa que deve dar fim a vida de Aya é o pai da mesma, porém esse se nega, e é assassinado na frente de Aya. Diante disso, todos os homens ali presentes começam a atirar em Aya, porém, aquela mesma força que Aya emanou antes agora a protegia dos tiros, e ela termina por destruir a mansão, matando a grande maioria dos que ali estavam. Ela se refugia no topo de uma árvore, e adivinha quem acha ela? O ruivo magavilhas; Como ela não quer descer da árvore, ele apenas dá um pulo (literalmente) e sobe. Lá, ele revela seu nome: Tooya (Que significa "Dez Noites"). Tendo em vista que alguns homens sobreviventes dos Mikage estavam procurando Aya, e ela nem fazia questão de se esconder (Tava falando pelos cotovelos e alto, ainda por cima), o quê Tooya fez? Deu um cala boca nela com um beijo (Meu amigo, esse é dos meus). Ela, que é uma menina MUITO controlada, se tocou que tinha perdido seu primeiro beijo, e começo a gritar, e de todo jeito, acharam ela. Ao mesmo tempo que isso acontecia, alguns quilômetros longe dali, na casa dos Aogiri, Suzumi (Já explico sobre ela) sente que o que ela temia na casa dos Mikage surgiu, e manda seu irmão, Yuhi, ir atrás de Aya, antes que lhe aconteça algo.

No exato momento em que o segundo parágrafo ocorre, Yuhi já havia chegado juntamente com a dona Q  (Eu chamo ela de Dona Q, mas o nome dela é Kyu Oda) e a própria Suzumi em um carro. Tooya empurra ela da árvore, para que a mesma siga com Yuhi até Suzumi (Não que ele soubesse disso, ele apenas a deixou ir). Na casa de Suzumi, Aya descobre tudo por trás de uma velha lenda que seu avô sempre a contava, que dizia assim:


"Há muito tempo atrás, viveu um pescador… Um dia, enquanto ele caminhava ao longo da costa ele ouviu um barulho. Com cuidado para não ser visto, o pescador descobriu várias mulheres de imensa beleza banhando-se nas águas do oceano… 
O pescador sabia desde o primeiro momento que as avistou que elas eram Tennyos, anjos dos céus. Uma das Tennyos pendurou seu Hagoromo, sua veste sagrada, em um galho de uma árvore próxima. 
Vendo isso, o pescador rapidamente roubou sua veste pois sabia que ela não poderia voltar aos céus sem ele. O pescador fez-se apacerer para as Tennyos, todas menos uma voaram de volta para o céu. 

A Tennyo cujo pescador tinha escondido o Hagoromo o perguntou se tinha visto sua veste. Quando ele respondeu que não, ela começou a chorar. Sem seu Hagoromo ela não podia voltar para sua casa lá no céu.
 Então o pescador a tornou sua esposa. Os anos passaram e a Tennyo deu ao pescador vários filhos. Um dia, algumas crianças aprenderam uma canção sobre onde estava uma veste sagrada e começaram a cantá-la. 
Sua mãe, a Tennyo soube finalmente aonde estava escondido seu Hagoromo. 
Ela o pegou de volta e retornou para os céus, deixando para trás o pescador e seus filhos."


Aya é a descendente direta de uma Tennyo chamada Ceres, que assombra os Mikages em todas as gerações dessa família, por conta de seu ódio profundo do fundador da família Mikage, que fez com que essa Tennyo jamais voltasse aos céus até os dias atuais, onde ela vem reencarnando em busca do seu Hagoromo, sem nunca encontrá-lo. Aya então, tem como objetivo principal encontrar o Hagoromo da Ceres, impedir que o Projeto C se alastre pelo Japão e ficar perto da pessoa que ama em paz, que é nada mais nada menos que Tooya, e ainda por cima, conseguir fazer isso sem ferir os sentimentos do Yuhi (Que também se apaixona por ela). E em meio a isso, ela vai descobrindo mais sobre todos a sua volta, incluindo sobre esse fantasma da Ceres que está alojado em seu corpo, saindo quando bem quer (Isso até que a Aya consiga controlá-la). Em meio a falsidades, acidentes, pessoas da família abandonando-a, Aya vai cada dia mais ter que provar que está pronta pra briga, sem lágrimas no rosto, e sem medo da coisa que mais veremos nesse anime/mangá: A morte.
Os Personagens

Mikage Aya: Aya é uma menina de 16 anos, nossa protagonista da história em questão. Aya faz a típica menina adolescente: É alegre, risonha, enérgica, adora estar com os amigos, é muito social, cabeça quente, impetuosa; Mas por baixo de toda essa personalidade forte que ela transmite, se esconde uma menina frágil, com medo de tudo e de todos, como se fosse uma criança pequena. Aya é muito apegada ao seu irmão, e ter que se separar dele é uma enorme tortura para ela, e por conta disso, ela vai se apegando muito facilmente ás pessoas que conhece durante a história. Essa menina, na minha visão, é uma pobre coitada: Primeiro, seu pai morre por sua causa; Segundo, sua mãe enlouquece pela morte do marido, e entra em um coma profundo; Terceiro, metade das pessoas que ela conhece no decorrer da história acabam por morrer, e tudo para protegê-la, e ela fica completamente sem chão quando isso acontece. Os únicos sustentos que ela tem em sua vida são seu irmão Aki, seu (não é o que ele quer, mas acaba sendo) melhor amigo Yuhi, e seu amor Tooya, que no anime pode não parecer tanto quanto no mangá, mas é o que mais ajuda ela a não acabar se matando. Ela se apaixona pelo Tooya de uma forma tão grande que ela acaba por invocar a Ceres por livre e espontânea vontade para que esta salve Tooya algumas vezes (Por que o homem por si só, raramente precisa). Ela é tão viciada no homem que já chegou marcando território no jão, fazendo ISSO aqui ~tá em inglês, mas acho que dá pra ler~ (www)(www); MANO, eu fiquei foi FULA quando essa cena não apareceu no anime. Eu fiquei tipo: "WTF?????". Isso faz parte da relação que farei mais pra frente.

Ceres: Ceres é uma Tennyo (Nomeação equivalente a "Dama dos Céus", e em algumas linguagens, seria apenas "Anjo" mesmo) que perdeu seu Hagoromo ("Manto de Penas", que seria a roupa que as Tennyos usam para chegar em solo sagrado, no caso, o céu) para um guerreiro, chamado Mikage, com quem foi obrigada a se casar com ele e dar-lhe filhos, visando claro, o poder que as futuras gerações de sua família por parte do Mikage, que apenas pensava em poder e mais poder (Apesar que no final seja revelado que não era bem assim). Ceres foi reincarnando a cada geração de mulheres Mikage, e sempre era assassinada, e tinha que esperar novamente pela próxima geração de Mikages, e isso gerava tanto medo dentro da família que cada Mikage era obrigado a casar com um primo, pra que a família Mikage permanecesse com a Ceres apenas em seu poder. Ceres acaba gostando de Aya, porque foi a primeira de suas reincarnações que não morreu em seus 16 anos, que era a data padrão onde a Ceres reincarnava, e tanto é que ela acaba dividindo os sentimentos da Aya, e isso pode ser demonstrado no arco em que aparece a Miori, quando a Aya teve vontade de trocar de lugar com a Ceres pra sempre, porém ela chora ao se lembrar do Aki e ao escutar a voz do Tooya chamando-a, e a Ceres acaba chorando também. Mesmo que a Aya ame o Tooya de paixão, a Ceres parece gostar bastante do Yuhi.

Tooya: Nosso amiguinho especial (~Tooya, o pouvuuuu, um amigo especial~ Tá, parei). Ele aparenta ter 20 anos ou mais, é um homem alto, bonito, ruivo (fator crucial pra subir no meu conceito ele já tem), misterioso, que não lembra de absolutamente nada do seu passado. Ele foi encontrado pela família Mikage ferido e inconsciente, sendo levado para o laboratório de pesquisas, onde constantemente implantam memórias falsas na cabeça dele, para que assim, ele seja um agente perfeito. Na sua primeira missão (capturar Aya) ele falha, pelo único motivo de ter se apaixonado pela menina, apesar de ter ficado uns dez ou quinze capítulos negando isso (Até que aquele fofo do Shouta fez ele soltar a língua :3). Tooya inicia como um homem muito frio, que aos poucos vai amolecendo por conta da Aya (Ou vocês acham que o jão não curtiu o negócio no cangote, hein?); E pra confirmar isso que disse no parêntese, mais algumas imagens que eu vomitei altos arco-íris: (www)(www). MINHA GENTE, COMO ASSIM??? TIPO, você está numa prisão, encarcerado, nem direito a batata crua você tem pra comer, e o cara sonha acordado COM QUEM??? FICA DELIRANDO EM VOZ ALTA COM QUEM?????? É porque as outras imagens que possuo dão spoilers, mas tem MUITO MAIS de onde vieram essas, sim, no mangá. Gente, Tooya é um dos melhores personagens masculinos do gênero feminino de mangás (Incluindo Shoujos e Joseis) que eu já vi <3 Amo ele de paixão mesmo, e ele na novela com a filha dele, eu fiquei "Putz...quero chorar não, jão", É MUITO LINDO!!!!!!

Aogiri Yuhi: Antes de começar a falar dele, devo dizer que o pessoal do anime fez uma força muito da monstruosa pra que a shipp fosse Yuhi X Aya ao invés de Tooya X Aya, não me perguntem por quê, já que no final, o Yuhi não saiu perdendo em cem por cento. Yuhi é um adolescente enérgico tanto quanto Aya, ue adora música e cozinhar, que é um dos hobbies da sua família desde o bisavô de Yuhi. Yuhi não é irmão da Suzumi de verdade; Ele foi adotado após a morte de seu irmão mais velho, que era marido de Suzumi; Ou seja, os dois são cunhado e cunhada. Yuhi sempre apoiou Suzumi desde que seu irmão mais velho morreu, o que para ele foi uma perda enorme, já que graças a morte de seu irmão, ninguém na família Aogiri o respeitava mais, por se tratar de um "bastardo" do pai de Suzumi com a cozinheira da família, e mesmo o pai tendo assumido o filho, o preconceito continuou. Yuhi acaba se apaixonando por Aya por se familiarizar muito com ela, apesar que isso não seja recíproco, mas ele sempre luta e arranja uma brecha para botar um pouquinho de moral em cima do Tooya (E ele só consegue quando o cidadão {spoiler} perde a memória pela segunda vez {fecha spoiler}). A única pessoa que, inicialmente, fazia com que a Ceres fizesse a Aya aparecer de novo era o Yuhi, mas depois isso acaba não sendo mais suficiente (Por causa da depressão da Aya, lá no primeiro arco da praia, quando ela encontra a prima), e aí, só o Tooya pra resolver o problema.

O grande inimigo da história se trata de Mikage, mais conhecido como Shinso ("Ancestral"), que reincarnou no Aki. Ele é o marido da Ceres, que fez com que ela reincarnasse a cada nova geração de seus descendentes em busca do Hagoromo; Mikage era um bom homem, até o momento em que conheceu Ceres e se casou com ela. Cada dia mais ele ambicionava o poder da Ceres, e terminou que por amor, ela deu seu poder a Mikage. Uma coisa a se destacar, que possivelmente ninguém tenha entendido é: Porque a Aya sofre tentativa de estupro tantas vezes? (No mangá foram 4 ou 5 vezes que tentaram, e no anime foram 2, mas ninguém conseguiu) É o seguinte: a Ceres não aguenta nada que tenha a ver com estupros (Por isso, se deduz que ela apareça para defender a Aya), porque em seu relacionamento com Mikage, chegou um ponto onde ele só a via como objeto sexual, para desgosto total da Tennyo; E o pior de tudo é que em um desses vários estupros, nasceu o terceiro filho da Ceres, e eu não quero nem pensar o quão ruim foi ter um filho que não nasceu de um relacionamento amoroso bom, mas sim de uma violência. A relação do Mikage e da Ceres só é acertada no final de tudo, e apenas assim.

Temos também as minhas outras duas personagens favoritas: a Chidori e a Shuro. Chidori é uma adolescente de 16 anos (apesar que não pareça) que é descendente de Tennyos, e tem uma paixonite extrema pelo Yuhi. {Comentário que envolve spoiler sobre a Chidori} Eu nunca achei que eu fosse chorar tanto quando ela morreu, principalmente da forma que ela morreu, sem se declarar antes ao Yuhi {Cabô Comentário}. Shuro é uma mulher que, devido ao um pequeno spoiler que eu não posso dar, teve que se disfarçar de homem. Ela seguia a carreira de cantora ao lado de Kei (Que é homem mesmo), e ambos acabaram se apaixonando, até que o Kei morreu. Ela também é uma descendente de Tennyos. Ela é uma das personagens mais importantes da história, principalmente próximo da reta final, e ainda não me cabe na cabeça COMO que o arco dela foi retirado do anime! COMO ASSIM, JAPÃO?


As melhores coisas do anime: Música e Dublagem





Eu vou ser sincera: É muito raro ver uma soundtrack que combine tanto com o anime como a Opening e as Endings de Ayashi no Ceres combinaram com o mesmo, em especial a abertura "Scarlet", que deve ter sido uns cem por cento inspirada no casal Aya e Tooya, porque foi feita pra eles mesmo. Eu amo essas endings, que são daquele tipo de música que eu não pulei uma única vez, simplesmente pra escutar e cantar junto! 

Uma coisa que eu simplesmente amei do anime foi a dublagem! Minha gente, eu nem tinha notado quem era o Seiyuu do Tooya até eu me ligar que era o Katsuyuki Konishi (Vulgo Reiji do DiaLovers), que fez um ótimo trabalho como Tooya na minha opinião (Só é uma pena que o anime não compensou, mas fazer o quê, nada é perfeito).
Coisas que precisam ser ditas sobre o anime
Alguns arcos foram engolidos pelo espaço: Simples assim- alguns arcos foram engolidos sem motivo aparente, porque em muitos deles eu não lembro de ter algo demais para serem censurados; O único que eu ainda aceito ter sido censurado é o que o Shinso vai pra mesma escola que a Aya, tenta estuprar ela na biblioteca, e como não consegue, manda um grupo de homens fazer isso, que também não conseguem. Mas por exemplo: o arco do cão branco, o arco da Shuro, eles não tinham nada demais para sumirem do nada! Como me explicam que arcos tão importantes tenham sido engolidos assim? Isso é o que mais me deixa fula!

Alguns fatos foram alterados, e muitos deles, de alta importância: Um grande exemplo a se citar se trata justamente da historinha das marcas de beijo entre a Aya e o Tooya, que surgiram no capítulo em que a Aya passa a noite no apartamento do Tooya, e porque não mostraram isso? Outra coisa é a seguinte: Antes de se dar alguma confirmação de algo mais sério (Tipo namoro, casamento), o Tooya e a Aya tiveram relações três vezes ou foram duas vezes, inclusive censuraram a vez em que a Miku surgiu (Ou será que a Aya pegou ela num pé de repolho, ou encomendou a cegonha?). Outra vez volto a citar isso, mas também foi censurada a existência da Shuro sem motivo aparente, grande parte das demonstrações de amor do Tooya em relação a Aya também não apareceram (Tanto é que isso prejudicou a coisa toda, porque o relacionamento dos dois até parece superficial no anime de tanta coisa que cortaram).


Grande parte da tristeza foi suavizada: E isso se deve a todos os cortes que surgiram no anime. Não se demonstra da tristeza do Tooya (Só duas vezes mostraram isso no anime, e ele é bem mais melancólico que aquilo); A tristeza do Yuhi em relação a Chidori também foi suavizada demais, a tristeza da Shuro, da Suzumi, enfim, a carga emocional do anime foi suavizada em 50% da coisa.

O mangá tem pontos de comédia; O anime não: Esse último é só choradeira do início ao fim, e choradeira forçada ainda por cima...

Em conclusão
Ayashi no Ceres é um mangá excelente, com uma carga emocional onde cada morte é de chorar, com um traço muito bonito e merece de 9,7 pra cima! Em relação a adaptação, teve muitas falhas, comeram muitos arcos pro meu gosto, alguns argumentos da Yuu Watase foram interpretados de forma incorreta, forçaram demais a barra pra que desse a entender que a Aya ficaria com o Yuhi, entre outros pontos chatinhos, mas somente pelas dublagens e pela música ainda dou 6,5, porque merecia bem menos em relação a adaptação.

Bem, para encerrar o nosso post de hoje, queria mostrar a vocês as plaquinhas que ganhei do Emotion Contest, sendo a primeira do Top 5 e a segunda com a minha colocação de 4º Lugar! Amei as plaquinhas!!!!!

Bem, é isso! Próximo post possivelmente já estaremos de layout novo, então talvez demore mais um pouquinho, teremos a resposta do joguinho (Gomen, mas eu estou completamente sem tempo pra fazer as plaquinhas) e uma surpresa! Fiquem curiosos e até semana que vem!

Thanks Boys and Girls,
Bye, bye!

16 comentários:

  1. wow eu adoro esse anime, mas eu deduzi que a bebe foi gerado naquela primeira vez que eles fazem no anime e que desde daquele dia em diante eles fazem sempre, bem simplesmente porque é o normal de um casal apaixonado. Dublagem eu adoro, os elencos dos animes dessa magaka, desde de fushigi yuugi a esse. Eu ri algumas vezes no anime, mas eu vejo graça aonde não tem então ne, fora que eu tenho uma mania de pensar "se isso fosse no mundo real isso seria assim ai começo a rir porque acho engraçado"

    Eu vi esse anime duas vezes, gosto tanto dele quanto de fushigi yuugi nessa gama de shoujos com cara de Joseis, eu so li o Gaiden em inglês que contava a história do passado de Ceres e do Mikagi. Talvez um dia eu leia o seu mangá pra ver as diferenças... mas muita coisa pra mim eu deduzi, então eu não sinti muita falta de nada... mas eu ja imaginava que o manga teria mais coisas, eu li um trecho do outro fushigi yuugi da de Guenbu e vi coisas bem quentes então ja espero isso da Yuu
    bjs

    Otome Game br e +

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yo, Tai!

      Sabe, eu apenas senti falta dessa parte (ou "dessas", melhor dizendo) porque faziam parte das demonstrações de amor entre a Aya e o Tooya, que foram bem escassas no anime, sabe? Apenas esse o motivo.

      Sabe, eu havia pegado interesse em ler Fushigi Yuugi há um tempo atrás, só que eu fiquei com uma pontinha de receio de ler, porque fui muito com a cara do Tamahome, e parece que a doidinha lá não fica com ele no final, sei lá...Já basta minha decepção com Dance with Devils, não quero que se repita de novo.

      Kissus ♥

      Excluir
  2. YOOOOOOOOO LIVES \O/

    MANU, MEU DEUS QUE DIABOS FIZERAM COM O ANIME!? Gente, eu nem desconfiava que tivessem cortado tanta coisa caralhuda do mangá no anime! Não é atoa que a relação da Aya com o Tooya não foi aprovada por alguns e parecia meio estranha as vezes.

    Enfim, mas vamos falar de coisa boa, VAMOS FALAR DESSE TOOYA GOSTOSÃO, LINDÃO, E FOFÃO <3333333 Eu tenho uma tara por personagens meio frios, melancólicos, mas que no fundo só precisam de amor e carinho <333333 E QUE VOZ É ESSA DO TOOYA!? SUPER SEDUTORA! Ficou espetacular no personagem <3 E todo o clima trevosinho dele também foi espetacular <33333333333

    Cara, agora que tu mencionou na morte da Chidori eu me lembrei da cena! (é que já faz um bom tempo desde que eu vi o anime), MANUUUUUUU FOI UMA DAS CENAS MAIS TENSAS E TRISTES DO NEGÓCIO! Véi, me lembrou até aquela cena de Angels Beats quando o protagonista recupera as memórias dele e se lembra da morte da irmã (que morreu nas costas dele), se eu não estiver enganada a Chidori também morre assim, néh!? Nas coisas do Yuhi, ou pelo menos ele carrega ela nas suas costas.

    Mas, cara eu confesso que no anime eu dei umas shippadinhas incestuosas e.e'''' Quando o irmão da Aya começa a "perder o controle" e começa a ser meio que controlado pelo marido loko da Ceres.....EU CONFESSO QUE SHIPPEI OS IRMÃOS! Tem uma cena do anime em que ele vê uma foto da irmã dele e beija a foto (se eu não estiver confundindo as coisas), véi, eu SHIIPEI! (mesmo sabendo que na verdade era o marido loko da Ceres que estava na realidade querendo a Ceres e não a Aya).

    Enfim, eu até leria o mangá para pegar os arcos que não foram mostrados no anime E VER A PEGAÇÃO ENTRE O TOOYA E A AYA <33333 MAAAASSSS, acho que em português o troço ainda num tá completo Ç^Ç

    Cara, antes que eu me esqueça eu tenho dois fucking mangás muito bons para te recomendar: Mars e Eternal Sabbath, são mangás mais psicológicos e com uma pegada mais madura, principalmente o Eternal Sabbath! O Mars se passa com colegiais, porém aborda vários assuntos e problemas psicológicos, também aborda sobre abusos e um monte de outras coisas, lógico que temos comédia e um bom romance! Já o Eternal Sbbath pega mais no psicologia mesmo! E é mais maduro e talls (mas, também tem um bom romance <3333). AMBOS MUITO BONS <3 Sério, as histórias e personagens são fantásticos <3

    Enfim, vou ficando por aqui

    Kiss

    P.s: EU ADORO O ENCERRAMENTO DO ANIME <3333333

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yo, Hina!!!!! o/

      Apenas parecia? Pra mim, desde o início era estranho! Até parecia que o Kagami tinha enfiado outro chip de memória falsa na cabeça do Tooya pra fazer com que ele gostasse da Aya de tão superficial que parecia!

      Se é por isso, tu vai entrar no meu barco de fãs do Lindo Tachibana algum dia (PQP, TORTURARAM MEU POBRE LINDO NO FINAL DAQUELA BOSTA QUE CHAMAM DE ANIME!), kkkkk. O que eu mais gostava (e ainda gosto) no Tooya é esse estilo trevoso dele; Não só em sua forma de ser, mas também na forma de se vestir! ESSE HOMEM TEM MAIS ESTILO QUE EU! ~Como se o dinheiro deixasse eu saber o que é estilo~

      HOMI, EU MORRI COM ESSA CENA! EU FIQUEI FOI FULA! A CHIDORI ERA A ÚNICA PESSOA QUE PODERIA FAZER O YUUHI LARGAR DO PÉ DA AYA, AÍ ELA MORREU, E PARA MEU DESESPERO, O YUUHI GOSTAVA DELA, OU SEJA, MINHA UNICA ESPERANÇA DE UMA SHIPP PACÍFICA FOI JOGADA POR ÁGUA ABAIXO! OBRIGADA, YUU WATASE!

      Kkkkkk, até faz sentido sabe? Eu não costumo shippar incesto, mas cá entre nós, ultimamente eu tenho dado umas shippadas Yaoi violentas nos meus mangás (Será que eu tô virando fujoshi e não sei? Mas eu nem assisto Yaoi...).

      E realmente não está, fui obrigada a ler o mangá e as novelas em inglês, mas valeu muito a pena! Tenta ler, mesmo que em inglês, please?!

      Pego essas duas indicações sem medo de ser feliz, até porque, fico muito contente com esses animes/mangás mais sérios e maduros. Bem, o mais pesado que assisti ate hoje foi Akira; É um dos longa metragens de animação mais foda que eu já vi, e tem de tudo um pouco: violência, ficção científica, temas mais sérios, apocalipse, até mesmo uma leve tentativa de estupro tem no início (Nem lembro se rola mesmo, mas enfim), e vale muito a pena assistir! Ele aborda alguns temas que fazem pensarmos na importância da tecnologia no futuro da humanidade e também na superpopulação do mundo. Vale a pena conferir, sério mesmo!

      Kissus ♥

      Excluir
  3. Gente, Ayashi no Ceres :OOO
    Isso me lembra que no passado eu quis ver horrores esse anime, mas não consegui por causa da internet bosta lol
    Mas, enfim, eu tinha me esquecido dele~ Vou colocar como plan to watch/read aqui lol

    É da Yuu Watase? :O Eu curto muito o Zettai Kareshi dela, eu super vi os traços dela quando abri as páginas do mangá que você colocou no post

    Enquanto eu lia esse começo da história eu fiquei com a leve impressão que eu já vi pelo menos o primeiro episódio de Ayashi no Ceres (ou li muitas sinopses, quem sabe lol).
    O Tooya é muito o cara bonitão mais perfeito ever -q. E, tô junto de ti, só de ser ruivo sobe no meu conceito -QQQQ. Mas eu vou te dizer que eu provavelmente faria shipp Yuhi x Aya só porque eu SEMPRE ACABO pegando os shipps que não acontecem na real ;-; Parece maldição~
    Bom, eu acho que é normal algumas muitas coisas se perderem na adaptação do anime. Eles tem que contar a historia em determinada quantidade de episódios e talz... basicamente o que eu acho é: as adaptações para anime nunca saem perfeitas como a gente espera (infelizmente). Acho que o normal é sempre diminuirem e sumirem com personagens, mas de vez em quando acontecem coisas estranhas que nem em Sakura Card Captors quando inventaram a Meilin @_@. Mas, enfim, triste que tiraram a parte meio de comédia da obra, essas partes são muito boas para quebrar o clima meio "pesado" que o titulo parece ter.

    Parabéns pelo 4 lugar no Emotion Contest! \o/
    E a Alice vai embora do Dama de Ferro? Do que vai ser o tema do proximo layout? :3 *curiosa*

    Até mais o/
    [ Maa Maa~ ]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yo, Ren!

      Pode colocar na lista sim! Só que o mangá se encontra apenas em inglês no momento, e como o anime não apresenta todos os arcos do mangá, aí é mais aconselhável que leia o mangá mesmo!

      Yep, é dela mesmo! Eu achava que Zettai Kareshi era só um dorama, mas já que é mangá, vou tentar ler (Eu leio qualquer coisa da Yuu Watase, só Fushigi Yuugi que não me anima muito a ler, mas qualquer dia eu faço um esforcinho pra ler).

      Com certeza! Madeixas vermelhas chamam minha atenção não apenas pela cor, mas também pelos tipos de personagem que tem esse cabelo (Meu boy magia Ayato, o foda do Adlet Mayer, a fodona da Yona, a mais foda ainda da Erza Scarlet, enfim).

      Nem sempre eu compartilho das shipps mundiais também, e um grande exemplo é Dance with Devils (A pessoa shippa a otária da Ritsuka com Deus e o mundo, e ela vai se misturar com aquele ABIGOBAL do Rem Kaginuki, eu meressu T_T)

      Sério essa da Meilin? Eu te juro como eu não sabia (talvez porque eu nunca li o mangá da Sakura, mas um dia desses eu leio!). Pois é, a carga emocional do anime é bem grande, e justamente por isso que os momentos comédias eram irretiráveis, mas parece que os estúdios de animação não compartilham da minha opinião.

      É uma personagem bem distante da Alice, que por algum acaso, apareceu neste post e no post passado também...Kkkkkk

      Kissus ♥

      Excluir
  4. Nhoi Lives <3

    Menina, Ayashi no Ceres me faz lembrar muuuito os tempos old school, hahahaha! Eu lembro que sempre quis ver o anime, mas não tinha como na época - tanta gente comentava que devia ser o máximo! Mas aí ano passado comentei com uma amiga que ler o mangá e ela falou muito mal, que foi muito frustrante e que o final tinha sido uma droga, e aí eu desisti completamente da série XD Mas tudo bem, mangás de 90 costumam ser carregados no drama e no sofrimento, faz parte -q

    Parabéns pelo 4º lugar <3 E tô super curiosa com o layout novo uwu quero vê-lo!
    Respondendo seu comment, voce consegue achar brushes e patterns do photoshop na internet afora, no google principalmente. Os melhores sites são o DeviantArt e os sites de design estrangeiros, mas você pode simplesmente escrever "photoshop brushes" no google e sair pesquisando - só cuidando pra baixar de sites confiáveis e tal. Nunca esqueça de colocar a versão do photoshop! Se for o 7, photoshop 7 brushes; se for o cs3, photoshop cs3 brushes, e por aí vai ;3
    Espero que consiga baixar alguma versão do programa e se divertir nas edições *w*/ Beijinhos! :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yo, Shana!

      A coisa do final é que é muito triste, e a parte da frustração se dá apenas pelo ponto de interrogação que o final deixa em sua cabeça, que após ler as novelas, eu lhe garanto que se aconteceu, deve ter acontecido uns sete ou oito anos após o final da serie, o que não foi tão ruim, perto do que se esperava.

      Hummm, interessante, eu vou fuçar cada cantinho da net atrás dos brushes. Se não fosse aquele post que você fez, eu ia MORRER sem saber dessa coisa dos brushes e dos patterns que podem ser downlodados pela Internet! Ele foi de grande ajuda mesmo!

      Kissus♥

      Excluir
  5. Heey Lives! Demorei mas cheguei pra comentar!

    AH, então era isso! Ayashi no Ceres é da Yuu Watase, sabia que a autora me era familiar (e não, eu nunca tinha pesquisado sei lá por que).

    Sobre a história, achei uma coisa meio louca e meio "hã?" no início, tipo a família querendo matar a menina, mas depois entendemos que é por conta da linhagem da Ceres. E pra piorar ainda mais as tretas o Mikage reincarna no Aki e a Ceres na Aya? Vish mano, tretas pesadíssimas! D:

    E pelo visto um montão de gente morre à lá Game of Thrones! Só pra cabar com o coração do povo.

    A trilha sonora é linda mesmo, gostei principalmente da opening! <3

    Enfim, me interessei bastante pelo mangá (na verdade já me interessava antes, mas nunca tinha parado pra pesquisar mais) e sua resenha foi de grande ajuda! E parece ser uma história mais adulta, com uma carga emocional bem forte, acho que vale muito a pena ler. :)

    Parabéns pelas plaquinhas do Emotion! <3 E nem preciso dizer que fiquei mega curiosa sobre a surpresa e que quero muito os resultados do joguinho e nem preciso falar da curiosidade sobre o layout né? -q

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yo, Helô! Nada não, eu que estou demorando muito pra ir no teu blog depositar meu comentário!

      Homi, você não sabe da missa metade! Deixa eu te contar uma: lá pelas tantas do mangá, o Mikage topa com a Ceres, eles pegam umas tretas Hardcore e a Ceres chega pro Mikage e fala: "Sabe o Tooya? Ele foi um homem MUUUUUITO melhor que você", e eu não sabia se morria de rir ou gritava "TURN DOWN FOR WHAT", então, fiz os dois, kk.

      Vale muito! O mangá se encontra apenas em inglês no momento, mas mesmo assim, vale muito a pena ler! Ayashi no Ceres é daqueles títulos quase que obrigatórios para estarem nas vitrines brasileiras, porém, até hoje não está, o que é uma pena.

      Sobre a surpresa, infelizmente não vai dar pra mostrar no próximo post, mas lá eu falo o que foi que houve com a surpresa!

      Excluir
  6. Olá! :3 Primeira vez no seu blog e gostei muito, os posts são muito bem escritos!

    Eu quando sei que algum anime ou mangá é triste já nem consigo assistir, me da uma tristeza antes mesmo da tragedia acontecer!

    Mas esse, nossa quanta história! Realmente é bem interessante de certa forma, pois quando comecei a ler não consegui parar, é tanta informação! Mas também, é tãooo triste ;--;
    Eles tirarem a parte de comédia do anime fez ficar meio forçado demais pra ficar triste sabe?
    Hmm, e eu não gostei de nenhum dos personagens masculinos, não sei porque, mas gosto é gosto, cada um tem o seu e o meu as vezes não entendo AHSUAHS

    Parabéns pelas plaquinhas! *u* Beijos :3
    ~ Powerful Alien Girl!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yo, Sara! Fico muito feliz que tenha vindo! E mais ainda por ter gostado dos meus posts!

      E isso só piora quando alguém faz o FAVOR de ceder um spoiler sem a pessoa precisa, o que equivale a meia hora de estresse e quatro meses sem tocar no mangá.

      Realmente temos um enredo bem extenso aqui, cheio de reviravoltas, que agrada muito. Kkkkkkk, te entendo. Isso aconteceu comigo em relação a Free (Os cara gosta tudo de macho mesmo, vou me apegar a eles PRA QUÊ? ).

      Kissus ♡ Espero que tenha gostado do meu brógui!

      Excluir
  7. Oi Lives, tudo bem? Primeira vez comentando aqui no Dama de Ferro <3 ~me sinto uma estranha
    Eu já ouvi falar muito bem de Ayashi no Ceres, mas infelizmente nunca tive tempo de acompanhar. Entrou para a minha lista! Esse nome é tão bonitinho, de alguma forma me lembra o arco-íris, sei lá <3
    Seu terceiro parágrafo antes da resenha já foi o bastante para me fazer ficar interessada pelo anime, aheuheuhe. Simplesmente adoro drama, romance, josei e choradeira, principalmente chorar junto com os personagens (masoquista?) QQ Mas eu não me dou bem com esse tipo de obra, porque eu praticamente choro com qualquer coisa, então me emociono muito facilmente e depois pego "trauma"! AHSUHAUSHUAHSUAHS (Clannad ;u;)
    Mas sacomé, né? Esse tipo de coisa reforça a nossa humanidade ♥
    Sobre isso de terem cortado vários arcos e cenas, é normal - mas é exatamente por isso que prefiro mangás, ao contrário de seinens, que eu particularmente prefiro assistir porque né q. É uma pena que geralmente eles não possam fazer animes deste tipo muito longos, ao contrário do que os estúdios pensam, jõsei faz muito sucesso e rende uma boa grana AHUEHUEHUEH O anime mais longo que já vi desse gênero foi NANA, mas que também não teve um final muito completo (mas continuo amando <3) Forçar o drama é uma coisa tensa, até porque acho mais fácil chorar assistindo do que lendo, mas fazer o quê :B Igualmente com a comédia...fica chato se as piadas são todas para um tipo específico de público.
    Gostei muito do Yuhi, e shippei-o com a Aya só pelas imagens! AHUSHAUHSU Sempre sou uma daquelas pessoas que shippam o casal que nunca vai acabar junto, mesmo ;w;
    Aaaanyway, tentei não ler muito do seu post porque gosto de descobrir mais da história lendo o próprio mangá, mas a forma como escreves é incrível <3

    Beijinhos.
    muzukashiinokoto.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E parabéns pelas plaquinhas!

      Excluir
    2. Yo, Nagisa! Não se sinta estranha não! Todo mundo aqui é bem-vindo, e eu amo conhecer gente nova! :3

      Kkkkkk, no início eu poderia jurar que se tratava de algum anime de luta, porque a imagem que eu vi dele dava a entender isso.

      Posso ser sincera? Vai atrás do mangá, ele é bem melhor. Tá certo que só tem ele em inglês, porque a versão em português não passa do capítulo 20, mas vai por mim, o mangá é bem melhor que o anime. Também amo Drama, e em relação ao romance, só se me convencer que eu chego a gostar, caso contrário ignoro ou faço shipp por fora.

      Eu tenho um certo interesse por NANA. É legal? Pergunto isso porque até hoje não tive o impulso de ir lá e ler ou assistir, mas só me respondendo essa parte serve!

      Sobre essa questão, realmente o anime força muito a barra, e retirar as partes de comédia foi das piores escolhas pra sempre! Eu costumo rir de quase todo tipo de piada, e chorar pra mim é um pouco difícil- acontece apenas se eu me apegar muito a história ou aos personagens, como no caso de Ayashi no Ceres.

      Pode ir ler, eu garanto que não vai se arrepender! A não ser pelo final, que é um pouquinho muito triste, mas vai na fé, é um título que você vai gostar. Kkkk, sério? Isso é muito bom, até porque, tento sempre melhorar minha escrita!

      Kissus ♡ Visitarei seu blog em breve!

      Excluir
    3. AHSHAUHSUAS Vou me sentir em casa então! q
      Ah, sim. Pode deixar que eu vou, eu prefiro ler mangás mesmo, porque quando o clima começa a ficar mais tranquilinho no anime tipo quase parando, eu simplesmente me entedio e droppo AHUSHUAHSUHAUS ;_;

      Se NANA é "legal"? Mulher, NANA é simplesmente EXTRAORDINÁRIO. Okay, talvez eu esteja puxando sardinha já que é meu mangá josei favorito, pode ser, mas vai na minha, é muito bom! Maaas, eu recomendaria que assistisse o anime primeiro, pois no mangá te garanto que o choque vai ser muito grande e você ficaria decepcionada com o anime (pera, ahn?) AHUSHUAHSUHAUSH Na verdade, só não teve mais episódios porque a autora adoeceu e parou. Ela também produziu Paradise Kiss, super recomendo ;w;

      AHSHUAHUHSUHAUS Entendo. É, o fator mais importante na produção de um anime não é nem o design character ou a animação em si, e sim a qualidade da adaptação...
      Pode deixar, vou ler sim! Gosto de finais trágicos, então to de boas xD

      Beijinhos e obrigada <3

      Excluir