07/08/2015

Diabolik Lovers- Parte 1

Eai, pocoyôs!
Estão estranhando que ao invés de estar estudando eu estou digitando pra vocês? Não me chamem de retarda por estar digitando na segunda, sendo que eu disse que só iria postar no sábado. E eu tô muito preguiçosa pra mexer no blog,estão os menus do lado vão ficar em segundo plano para um dia em que eu não esteja morta de preguiça,ok?

Gente,hoje estou abrindo a minha ala de games com o game do DiaLovers, que creiam no que digo, é bem mais legal que o anime (infelizmente isso também se aplica a Amnesia), eu pra quem acha que essa nova tag, que eu espero ser a última que vou abrir, traga algumas dicas de games de console e otome games também (marmanjos, esqueçam White Album, eu conheço aquele treco mas nem sonhando eu vou fazer post sobre ele!). Eu vou fazer um post maior que o normal porque eu quero falar sobre os quatro jogos, com as imagens correspondentes bem bonitinhas pra vocês, ok? Apois então mete a seta no devido lugar.

Lembrando, esse post vai tratar de vários assuntos que tem certas pessoas que não tem condição de ler sem ficar agoniada ou detestar o jogo logo de cara, tipo pedofilia e incesto, então, quem tiver esse tipo de coisa, pula esse post, porque eu não me responsabilizo se vocês se sentirem incomodados com isso, eu só estou fazendo o meu trabalho e eu não vou pular partes importantes da história por causa de besteira, ok?

Todos os games do DiaLovers foram desenvolvidos pela Reject, antes que alguém pergunte.

Diabolik Lovers-Haunted Dark Bridal
Este é o primeiro game de toda a franquia, lançado oficialmente em 11 de outubro de 2012 com sua versão de PSP, ganhando uma versão de PSVita dois meses e oito dias depois. Ele foi lançado no Japão, mas também teve sua versão em inglês. Ele foi lançado com a marca da Cero +15, que pra mim equivale como um +16, mas se eu bem conheço japonês, é um +14.

O jogo é o enredo principal, que desencadeou a velha história do anime: que existe uma menina, codinome Yui Komori de 17 anos, que tem um dilema de sexto sentido (isso significa que ela vê espíritos e fantasmas,e eu inventei esse nome agora). Um dia, o pai de Yui, que é um padre (já começou estranho) tem uma missão no estrangeiro, e já que não era permitido levar mais ninguém, ele deixa o endereço de uma casa a Yui, dizendo que as pessoas que vivem lá são "parentes" pura balela.
Assim que ela chega a casa que seu pai indicou, ela descobre que os parentes são seis irmãos "sádicos" que além dessa linda qualidade, são vampiros.

Comentário a parte: Eu sei que alguém aí sentiu um quê de Crepúsculo no negócio, mas relaxa que aqui é mais...huum...divertiiido, sabe?

Na realidade, Yui tinha sido mandada pelo próprio pai até a casa dos irmãos, de sobrenome Sakamaki, para ser uma Noiva de Sangue (interprete como um sacrifício).Como ela tava morrendo de medo de acabar morrendo no "mimimi" desses vampirellos, ela usou uma jogada de idiota, dizendo que ELA ia escolher algum deles pra chupar o sangue dela, o que acabou nem servindo de muita coisa, até porque todo mundo tirou um pedaço no final das contas. Então, vai funcionar da seguinte forma: só pela cara você vai escolher, no início do jogo, quem vai ter essa tarefa. Apesar que todos os irmãos sejam MUITO diferentes uns dos outros, duas coisas não mudam: eles são sádicos e também bem safadinhos claro, senão não teria graça.

Esse primeiro jogo é a porta de explicação pra muita coisa, inclusive a história dos personagens que eu vou ser obrigada a dar spoiler. E uma coisa: Eles são meio-irmãos, de mães diferentes. A questão das mães pode ser explicada nesse simples gráfico:

Cada mãe se uniu a Karlheinz,pai desses vampirinhos, por conta de algum interesse dele, que tinha aquele ar de "Vilão-Gênio-Uper Clássico" de reconstruir a raça dos vampiros ao seu modo, uma vez que ele era o vampiro rei. Ele fez bastante coisa errada pra chegar até seu objetivo, por isso hoje, seu maior objetivo é encontrar alguém forte o suficiente para matá-lo, que seria um de seus filhos. Teoricamente falando, a primeira esposa de Karl seria Cordelia, depois Beatrix e por último sua prima, Christa. Uma coisa que eu ainda não entendi é que, apesar de ter se casado três vezes numa poligamia dos infernos, ele nunca amou nem suas esposas e MUITO MENOS seus filhos, o que mudou um pouco com o passar dos jogos.

Cordelia: Cordelia é filha do Lorde Demônio, sendo uma mulher egoísta, manipuladora e completamente retardada, se quer saber minha opinião. Ela nunca quis ter filhos, e então Karl, que não é bobo nem nada, montou seu harém casando-se com Beatrix e tendo DOIS filhos com ela só pra causar ciúme na Cordinélia, com quem ele acabou tendo TRÊS filhos logo de uma vez.Tudo o que ela poderia ter feito, inclusive aos seus filhos, era em pról de ter reconhecimento do seu marido.Com o tempo, essa tática acabou falhando, e pra ela não ficar sem o "baraberê" de toda noite de sábado, ela não só teve um caso com o irmão do Karl, o Richter, como também resolveu tentar coisas mais proibidas ainda, bancando a pedófila com o filho mais novo, que ficou meio "viciado" nesse tipo de coisa, rolando aquilo que nós chamamos de "Incesto Agudo". Fora que ela sempre agredia o filho mais velho dela, quase até a morte, para dar uma "lição", caso ele não se tornasse O melhor. Isso era porque o filho mais velho de Karl (que era filho da Beatrix) iria herdar o trono do pai, e como a Cordelia tem aquela coisa de querer ser a melhor em tudo, e acaba sendo a pior em tudo. A Cordelia era tão idiota que ela acabou alterando a mentalidade do menino, fazendo-o pensar como ela e criando várias tretas futuras entre os irmãos.

Beatrix: Não se fala muito do tempo em que o Karl ficou casado com a Bea, enquanto que só se sabe que ele usou a Bea pra forçar a Cordelia a ter filhos e só.

Christa: A história da Chris virou uma bola de neve com o passar do jogo, sendo que só foi esclarecido no Dark Fate. A primeira coisa que sabíamos sobre ela é que a Chris não queria casar com o Karl, foi estuprada pelo mesmo e teve o filho dela, pronto. Passaram-se os jogos e finalmente foi revelado que a Chris era prima do Karl, que como era muito bonitão e nada besta, convenceu-a que ele a amava e eles tiveram o filho assim, numa nice, sem estupro nenhum, mas com um incesto do tamanho do mundo.Quando a Chris percebeu a burrada do Karl, ela literalmente ficou bipolar com o filho, horas sendo a mãe mais doce do mundo, e em outros momentos parecendo uma louca psicótica falando com o filho pelos cotovelos e xingando feito fanboy, mas a bipolariedade dela aumentou porque o Karl, literalmente fez macumba com a cabeça dela deixando-a em um estado pior do que ela já estava.

E antes que alguém pergunte, eu não tenho imagem nem da Cordy nem da Bea, só da Chris. 

Ótimo, agora vamos a história dos vampirellos. Cada um deles tem um gosto diferente, personalidades diferentes e eu não tenho muita imagem de cada um deles, então eu vou pôr aqui a imagem do Artbook que eu tenho no pc.


Shu/Ririe-19 anos
Ele dos irmãos é o mais "da paz" por assim dizer. Eu diria que ele é tão tranquilo que não tá nem aí pra nada.
Ele gosta de escutar música num MP-não sei que número numa gargantilha que ele tem. A Bea, mãe dele, era bem rigoroso com ele, mas apesar de tudo ela estava cansada dessa competição entre seus filhos, como ela disse ao Reiji uma vez (calma que eu explico). O Shu, quando mais novo, tinha um amigo humano chamado Edgar, que acabou morrendo em um incêncio, fazendo com que o Shu evitasse qualquer relacionamento afetivo com humanos. Essa história do Edgar foi alterada radicalmente no próximo jogo, mas isso são outras histórias.
A história dele, no primeiro jogo, é a mais tranquila e leve de todas as "campanhas", mas não é enjoativa.Se for olhar direitinho, a campanha dele é praticamente a única que não rola nada de estranho."Como assim estranho,Lives?", vocês vão ver quando eu começar a falar dos filhos da Cordinélia. Dos irmãos, eu diria que ele é o mais "controlado" nessa questão de "chupa-chupa" de sangue. No jogo, ele quase nem mordeu aquela lesada-sama da Yui. Sobre a ID básica, ele tem 1,80 de altura, nasceu no dia 18/08 (Libriano) e sabe tocar violino, ele gosta de bife mal passado (Hãn? Eu achei que era carne crua, mas ok). A Bea teve outro filho, irmão de sangue do Shu, Reiji (o próximo a ser explicado). O relacionamento dele com o Reiji é meio "Tô nem aí" por parte do Shu, maaaas quando o Shu descobre, logo no primeiro jogo que o Reiji teve alguma coisa a ver com a morte do Edgar, dependendo de suas respostas ao longo do game, ele pode perdoar o irmão...ou não! Em relação a outras pessoas, ele costuma ser educado e detesta brigar, mas não cutuca onça com vara cuta senão ele te mata sem dó nem piedade,principalmente se você chegar na surdina e empurrar ele, ou então conseguir ferir alguém que ele tenha afeição.

Reiji-18 anos
Para os mais exagerados, ele é o marido das regras e o campeão mundial de estraga-prazeres
(DISCORDO). Ele parece mais ser o mordomo da casa que um dos irmãos, inclusive é ele quem faz as regras da casa e exige que todo e qualquer morador da casa obedeça, por mais estranha que seja essa regra. Ele na infância queria muito o reconhecimento da mãe, que por sua vez, deu atenção ao Shu, fazendo com que Reiji ficasse com ódio do irmão e com uma raiva estelar da mãe, mas isso não passava de uma estratégia da Bea, uma vez que apesar do fato que Reiji estava cheio de raiva e ódio, ele continuava inteligente, e isso começou a mecher com sua mente, tendo idéias malignas até mesmo contra sua própria mãe, que era justo ISSO que a Beatrix queria. Pra começar com os planos maléficos dele,Reiji percebeu a amizade que o Shu tinha com Edgar, um humano. Aproveitou-se disso pra queimar a vila onde Edgar e seus pais moravam, matando todos que lá viviam, como uma forma inicial dechamar a atenção de sua mãe, o que acabou resultando nesse lado "Tô nem aí" do Shu. Teve um certo tempo em que ele tava tão fulo da vida que contratou um caçador de vampiros chamado Seiji (o pai da Yui) pra matar a Bea, buscando ser reconhecido por ela de uma vez. Acabou que o caçador conseguiu matar a Beatrix, que revelou ao Reiji seus planos, dizendo que estava cansada dessa competição a qual ela tinha sido obrigada a participar e disse que estava orgulhosa do filho pelo o que ele acabara de fazer. Ele ficou com raiva dele próprio até os dias atuais, tentando ressucitar sua mãe, uma vez que ele não se julgou digno de orgulho já que ele não a matou com suas mãos (o que explica porque ele tem um laboratório). E tem mais: quando ele conhece a Yui, se seu jogo correr para o final bom, ele vai ficar o tempo todo dando rela na Yui porque ele quer que a minina fique parecida com sua mãe, a suposta "Mulher Perfeita".O game com ele é até legalzinho, mas ainda não é o melhor, e é que nem o do Shu-bem tranquilo mesmo.Novamente, a ID básica: 1,83 de altura, nasceu no dia 29/08 (Virginiano), sabe jogar xadrez e bebe chá que nem água, se bem que ele gosta de Espaguete (á carbonara).A relação dele com o Shu é meio tensa, sendo que ele chama o irmão de covarde inúmeras vezes, e o apelido carinhoso que ele usa é "Bom-Pra-Nada".

Ayato-17 anos
Chegamos na parte que me convém, Ayato é o mais velho dos filhos da Cordinélia, mas teoricamente ele seria o mais novo. Isso se deve a uma tradição japonesa que diz que o último filho de múltiplos gêmeos que certa mulher dá a luz é o mais velho (é,eu sei,mega estranho).Ele é o mais infantil dos irmãos, por assim dizer (eu comparo ele com o InuYasha, nessa questão) e eu diria que ele é o segundo mais danadinho desse jogo, o primeiro campeão da casa Sakamaki na arte da arrogância, e como ele é o meu favorito, eu digo que ele é o mais fofo dessa joça. Quando criança, a Cordy morria de inveja da Bea, então ela forçou o pobre do Ayato a ser "O" maior de todo jeito: por exemplo, espancando o próprio filho quase que até a morte, afogando-o sem que o garoto saiba nadar, dentre outras coisas.

Comentário á parte: O Ayato não sabe nadar por causa desse último fato que foi citado. Na verdade, ele tem pavor de lugar com águas muito profundas, pra ninguém não ficar dizendo que ele tem medo de água e não toma banho.

Quando ele cresceu, se uniu com seu irmão Laito pra tentar matar a Cordélia, e eles conseguiram, mas a 
bicha é tão sabida que arranjou um jeito de não morrer completamente, que é um mistério que eu não posso explicar, porque senão estraga a melhor parte do jogo, se bem que só assistindo o anime você já sabe do que se trata. Ayato também nunca gostou do pai, dizendo que ele não passava de um velho podre e tolo. Essa fase da infância o tornou um cara impossivelmente sarcástico, sádico, possessivo, ciumento demais da conta e um tanto insensível. Apesar de que não seja o Hobbie principal dessa creanssa, ele gosta bastante de instrumentos de tortura, inclusive ele tem uma Dama de Ferro (OI?CHAMOU?) no quarto que ele usa como cama lógico que ele tira os pontos antes.
O jogo dele é um pouquinho "coisado", ou como diria meu pai, cheio de gueri-gueri. Tipo o que? Safadeza aguda em níveis elevados, mas aqui acolá também aparece algo que faz você vomitar litros de arco-íris.
ID básica: 1,74 de altura, nasceu em 22/03 (Ariano), joga basquete e tortura pessoas nas horas vagas (BRINCADEIRA!). Ele come feito um gerrilheiro da segunda guerra que volta só pele e osso, e gosta de Takoyaki (tipo bolinho de chuva, só que com recheio de peixe). Como ele é o mais velho, ele sempre teve uma boa relação com os irmãos de sangue, que diminuiu bastante depois que ele ficara mais velho, apesar que ele demonstra que gosta mesmo dos irmãos vez por outra.

Kanato-17 anos
Ele é o filho do meio da Cordinélia. Não existe nada de MUUUITO especial pra se falar sobre ele, só que dos três irmãos, assim como o Laito, ele presenciou várias vezes a infidelidade de mãe em relação ao Karl, mas mesmo assim ele ainda tinha uma relação melhor com a Cordy se for comparar com os outros dois. Ele tem um urso muito do estranho chamado Teddy que foi um presente que um dos inúmeros amantes da Paola Bracho Cordelia tinha dado pra ela, mas como ela não ia fazer nenhum uso de um urso de pelúcia, deu para o seu "Pequeno Passarinho" (era assim que o Kanato era chamado por ela), e foi por causa desse urso que ele não amadureceu e continuou parecendo uma criança. Apesar de tudo, ele ainda queria mais atenção da mãe, fazendo coisas como auto-mutilação pra isso, até que caiu a ficha e ele se isolou.
Logo após a morte da Cordy, que eu só vou explicar quando chegar no Laito, ele queimou-a e pôs as cinzas dela no Teddy.
O jogo dele é bem tranquilo, quase não acontece nada. Claro, ele tem ataques de raiva o tempo todo,mas isso é adaptável.
ID básica: 1,65 de altura, nasceu em 21/03(outro Ariano),gosta de qualquer coisa doce e ele gosta de colecionar bonecas de cera que ele faz com as noivas de sangue que já passaram pela casa Sakamaki (que coisa linda, não é mesmo?).O relacionamento dele com os irmãos é bem resumível: Ayato chama ele de histérico e infantil,mas gosta de zuar com a cara dele, e o Laito tá nem aí.

Laito/Raito-17 anos

Laito é o filho mais novo da Cordelia e o maior alvo de
incesto que eu me lembro de ter visto na minha vida. Lembra que eu disse que a Cordelia gostava de bancar a pedófila? Não precisa ser nenhum gênio pra descobrir quem foi o alvo disso, não é não? O Laito, uma vez que passou por esse tipo de experiência quando criança resultou nesse lado pervertido que ele possui hoje em dia, e como a Cordelia não disfarçava nada direito, o Karl descobriu tudo que tava acontecendo e trancou o Laito num calabouço (Ah tá, como se a culpa fosse dele).Ele passou por muita coisa durante esse tempo do calabouço.Coisa o suficiente pra que ele ficasse com tanto ódio da Cordelia que se uniu ao Ayato pra que eles o matassem. Eu não sei ao certo o que foi que o Ayato fez, mas reza a lenda que ele meteu a Cordy na Dama de Ferro dele. A Cordy correu pro Laito e pediu que ele matasse o irmão,mas ele jogou ela da varanda e o resto vocês já sabem.
O jogo dele é o mais coisado possível.Nesse jogo nem tanto, MAS NO PRÓXIMO ficou mais tenso.
ID básica: 1,74 de altura,nasceu dia 20/05 (e mais um Ariano),ele gosta de palavras cruzadas e de macaron (é tipo um biscoito recheado, só que um pouquinho diferenciado).
O relacionamento com os irmãos de sangue mesmo é mais puxado pro Ayato (COMO SEMPRE!), e com o Kanato ele não tá nem aí.

Subaru-16 anos

Eu já falei grande parte da história do Subaru na história da Christa, então quem não leu, volta lá e lê direito. Leu de novo? Ok, vamos partir do princípio de que o Subaru conviveu com uma mulher bipolar que a cada instante dava um surto mais assustador que o outro dizendo que o filho era um nojento e coisa e tal. De tanto ver isso na infância dele, e sem ninguém pra consolá-lo e dizer que ele não tinha culpa de nada do que estava acontecendo,o guri acabou tendo ódio de si mesmo e se tornando um tanto cabeça quente,discontando sua raiva em praticamente tudo. E, pra quem já viu algumas ilustrações do game, nota
que Subaru é um Tsundere, sendo que ele só revela esse lado se o seu jogo não estiver correndo para o final ruim. Se você olhar direito, ele é o que mais parece com o Karl de todos os irmãos."Sim, mas e a história daquela adaga que apareceu no anime?", calma que eu respondo: Essa adaga foi dada pela mãe do Subaru pra que ele a matasse, mas ele não fez isso. O menino teve das infâncias desse jogo uma das mais miseráveis possível. Teve um ponto em que ele quebrou uma estátua do Karl, e como castigo, ele não apanhou e nem ficou sem pc."Ah, então assim foi muito bom, ele escapou ileso,não foi?" Porcaria nenhuma, jogaram o menino no mar por causa disso.
O jogo dele é o segundo mais legal na minha opinião, porque é bem levinho mesmo, com umas mordidinhas aqui e outras acolá mas nada demais.
A ID básica dele se resume a altura, que é 1,78,data de nascimento, que é dia 04/11 (Escorpiano, eu acho) e só. Não sabemos do que ele gosta de fazer nem o que ele gosta de comer porque ele simplesmente não gosta de NADA.
A relação com os irmãos dele é bem distante, apesar de que ele acha a voz do Kanato cantando até agradável (escuta o disco do More Character Song que você entende).Uma curiosidade sobre ele é que, diferente dos irmãos, ele dorme num CAIXÃO, bem clássico mesmo.


Ok, explicado os personagens, vamos a como funciona o jogo:
O jogo é um Visual Novel, que é um jogo onde não existem cenas como jogos de console mesmo, e sim desenhos feitos em renders e Cg's, que no geral são bem bonitas mesmo. Esses jogos sempre tem mais de
um final, e você precisa responder perguntas durante o jogo para conseguir um final bom...ou não!
O primeiro jogo tem 4 capítulos, fora o prólogo, com trilha sonora e dublagem de todos os personagens, menos a Yui que é muda (não de verdade), e por isso você precisa ler o que ela diz. Eu gosto bastante das vozes do jogo, e também gosto bastante das músicas.
Por falar nisso, a música que mais chama atenção nesse jogo é a de entrada, chamada Midnight Pleasure (huum, entendeu né,kkk), que eu já falei sobre ela faz tempo no blog, e também falei dos dubladores, é só procurar que eu não exclui ele não.
Geralmente, o trio que faz parte do intérprete das músicas do game são o Hikaru Midorikawa (Ayato),Kosuke Toriume (Shu) e Takashi Kondo (Subaru). Já virou tradição, tanto que todas as músicas que eles cantam são as melhores dos jogos e são sempre usadas como apresentação. As músicas do jogo só tem uma coisinha incoveniente, que fica aparecendo uns sons de mordidas, de ofegâncias e tals, mas são boas. Pra quem gosta de música em Japonês é legal.


Bom pessoal, é isso! Eu espero que vocês tenham gostado, até mesmo você cidadão teimoso que ignorou o que eu falei logo no início do post. No próximo post, eu irei falar sobre o segundo jogo, que por falar nisso, tá disponível pra PSVita e reza a lenda que também tem pra PC.

Thanks Boys and Girls
Bye,bye

12 comentários:

  1. Olá!Realmente você bem que disse que a história do anime foi resumida. Eu fui pesquisar um pouco sobre o jogo, e eu acharia bem legal poder jogá-lo no pc. Amei o seu blog, tô seguindo e espero que você fale de outros games (de console) também!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yo,Maria!
      É como eu falei, não sei exatamente se pode jogar DiaLovers no PC. Até o momento, só temos boatos. Eu realmente estava pensando em vários games de console que quase ninguém conhece, mas tem um história bem legal, e eles são de console.
      Obrigada por me seguir!

      Excluir
  2. Yo! Eu já conhecia DiaLovers de longa data, inclusive já tinha jogado ele no PSVita de uma colega minha. Não sei você, mas na minha opinião, o segundo jogo é o melhor dos 4, não desmerecendo nenhum,claro!
    Desde que eu comecei a jogar, eu sempre preferi mais a história com o Shu. Não sei explicar o porque, mas eu simplesmente amo ele! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yo,Heloisa!
      Sorte sua conhecer alguém que tem um PSVita, não é mesmo?Também acho o segundo jogo melhor, até porque os desenhos dos personagens foram refeitos, e na minha opinião, ficaram bem melhores, as histórias também estão caprichadas, e apesar de que eu não seja muito chegada á história dos Mukami, até que elas são boas também.

      Excluir
  3. Yo,Lívia!
    Eis aqui uma pessoa completamente viciada em Visual Novels! Eu consegui os três primeiros games do DiaLovers na versão em inglês com bastante sorte, e ainda tô em busca do quarto. Pra minha sorte, só falta sair o quinto,kk.
    Sério? White Album? Argh, realmente não gosto. Eu conheci jurando que era jogo de menina, mas como você mesma disse, era jogo de marmanjo.
    O meu personagem favorito da franquia é o Reiji (Prazer, meu nome é Miss Regras,kkk)
    Adorei o blog, tô seguindo!
    Até!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yo,Fabi!
      Tenho uma má notícia pra você: VAI SAIR O QUINTO.Pode pôr ele na sua lista de espera,kk
      ATÉ QUE ENFIM ALGUÉM NO MUNDO QUE CONHECE WHITE ALBUM!Assim eu não me sinto a única que achava que aquilo era game de menina.
      Obrigada por me seguir!

      Excluir
  4. Olá!
    Gostei do post, mas cá entre nós, eu sou mais Amnesia que DiaLovers. É questão de gosto mesmo.
    Caraca, e pensar que eu assisti o anime achando que a história era muito pouca coisa, e agora eu vejo o seu post com uma história enormemente enorme e vejo o quanto que eu estava enganada.
    Na moral mesmo, de todos eu sempre gostei mais do Laito (o mais danadinho,kkk), não sei porque.Eu nem falo desses irmãos Mukami,nem sei quem são, mas eu aguardo o próximo post pra saber.
    DETALHE: O Reiji era o mais bonitinho quando era criança,kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yo,Viola!
      Não tem problema! Em questão de anime, eu também sou mais Amnesia do que DiaLovers, considerando que o anime do Diabolik Lovers foi bom mais por causa do final.
      Huuuum, danadinha.Te entendo!kkk
      Concordo, Reiji era bem bonitinho mesmo quando era criança!

      Excluir
  5. Olá,
    Sabes onde tem a soundtrack completa do Jogo e do Anime)?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ps:
      A primeira temporada pecou um pouco da história do jogo. A segunda temporada é que foi demais (Minha Opinião!). Ficou com aquele gostinho de quero mais, sabe? rsrs

      Excluir
    2. Olá Denise! Eu poderia te arranjar os links para as soundtracks, mas poderia fazer-me um favor enquanto isso? Seguirias o blog? Não penso estar pedindo muito, mas pode confiar que deixarei o link aqui mesmo, vi?

      Excluir
    3. Consigo os links dentro de uma semana,vi?

      Excluir